acessibilidade
Fundação Alphaville
Jovem sendo filmada em atividade prática do projeto
Projetos

Se Essa Tela Fosse Minha

Capacitação audiovisual para jovens em situação de vulnerabilidade social

Soluções de desenvolvimento

Soluções de Desenvolvimento

Para as pessoas

  • Resgate de identidade
  • Convívio
  • Protagonismo social
  • Capacitação profissional

Para os territórios

  • Memória social
  • Valorização local
  • Promoção e acesso à cultura
  • Fortalecimento local
  • Período2022-2023
  • StatusEm andamento
  • LocalSão Gonçalo do Amarante (CE)
  • AtividadeProtagonismo Juvenil

Imagine levar a história da sua vida para a tela do cinema? Ou contar os ‘causos’ de sua comunidade, os principais personagens e ainda poder ampliar suas chances para o mercado de trabalho? Esse é o projeto Se essa Tela fosse Minha, em andamento em São Gonçalo do Amarante (CE), pela Lei de Incentivo à Cultura.

OUVIMOS

para compreender o cenário local

Apesar de possuir uma cultura vasta e rica, o Brasil carece de investimento e incentivo para projetos voltados à produção cinematográfica. O custo para acesso à cultura é alto, e compete com outras necessidades básicas; especialmente em municípios menores, há pouca ou nenhuma opção de equipamentos de cultura e lazer para a população, tais como cinema, teatros, museus e galerias.

DIALOGAMOS

para propor soluções

Pautado na formação protagonista do PJS, programa de formação juvenil realizado pela Fundação Alphaville em 6 estados brasileiros com cerca de 5000 beneficiados, o Se essa tela fosse minha nasce como uma ferramenta de estímulo ao protagonismo juvenil a partir do resgate de identidade local e capacitação audiovisual.

O projeto, pautado para atender jovens em situação de vulnerabilidade social, engloba aulas teóricas e práticas com uma equipe especializada em cinema, acesso gratuito a equipamentos de cultura e lazer, e finaliza como a produção de vídeo documentários que serão exibidos gratuitamente para a população em espaços públicos da cidade. Memória social, produção de cultura e compartilhamento da história do bairro, seus principais personagens e perspectivas de novos rumos são as premissas do projeto.

AGIMOS EM CONJUNTO

para construir as ações

Aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura (PRONAC 201602), o projeto idealizado e executado pela Fundação Alphaville, tem realização da Secretaria Especial de Cultura e Ministério do Turismo, e Patrocínio da empresa ENEVA.

Para realização das 4 primeiras turmas, foi escolhido o município de São Gonçalo do Amarante, no Ceará. Cerca de 60 alunos estão sendo formados, e a produção está apenas começando! Até julho de 2023, 8 mini documentários devem ser produzidos pelos jovens e exibidos gratuitamente no circuito cultural da cidade.

Atendendo a jovens das 3 comunidades selecionadas pelos líderes comunitários locais (Comunidade Acende Candeia de Baixo, Acende Candeia de Cima e Comunidade do Bolso), o projeto conta com apoio das Secretarias Municipais de Educação e Cultura, além de envolver microempreendedores locais para prestação dos serviços necessários à realização do projeto.

GALERIA DO PROJETO

Veja abaixo as fotos